quinta-feira, 30 de julho de 2009

Legionário

Queria, eu, ter sido um guerreiro nas cruzadas.

Teria invadido o oriente.
Conquistado todos os povos, só pra te amar.
Roubado você, e entre nós, apenas eu como escravo.

Enfrentaria todos os leões de marrocos,
definharia as serpentes da tua terra,
regaria as árvores para a sombra do teu sossego.

Te protegeria com meus escudos.
Roma e todos os meus castelos seriam teus.

De todas as histórias, eu, é o que resta.

Rafael Cunha

Nenhum comentário: