domingo, 24 de março de 2013

Cacho de Vespas

Ainda não estou preparado.
Cada passo é um cacho de vespas desmontado,
milhares delas saem a vôo como pequenos corações desesperados.
Por isso, não estou preparado.

Amar a si, por simples querer.
Não se deixar envolver por quimera de uma manhã de Sol.
Não acreditar no retorno de um lance.
Não chorar os sentimentos de perda como se fosse todos os passados.
De nada fiz.

Me calo na garoa de hoje,
me entralaço nos meus lençóis,
me aqueço com minhas palavras.
Nos meus sonhos, sacio-me com minhas fadas.




Rafael Cunha

sexta-feira, 8 de março de 2013

Tratores do Sul

Das mulheres que falam,
das que abraçam,
delas dos beijos dados.

São as plantadeiras dos meus sonhos,
a irrigação das minhas noites,
as colheitadeiras das novas vontades.

Existem, a que chama minhas chaves,
e a outra que se reporta a imagem.
De vozes diferentes para nós homens obedecermos de formas iguais.

Vocês são os pneus que nos tracionam,
os ventos que nos refrescam,
e o doce dos nossos beijos.



Rafael Cunha