segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Reencarnar

Entre todas as flores, você é aquela que se desmancha em pétalas ao ser tocada.

Se eu tiver a opção na escolha, faria o seguinte:

- Não vou ser outra, para só assim, amá-la.
Serei então, a ave que poliniza seu ventre doce para os frutos gerar,
a que suga seu néctar e nunca sacia.
Quero poder te despir com o vento das minhas asas e amar-te até a próxima primavera.

Não existe amor entre flores.
Somente o encanto entre os beija-flores,
e a inveja dos pardais.

Rafael Cunha

5 comentários:

Barbara disse...

Nossaaa... que lindo....você é demais... Obrigada por ter esse dom maravilhoso...

Rafael Cunha disse...

nao entendi nada!

Barbara disse...

disse que gostei do texto..e q vc tem um dom para escrever inacreditavel... escreve mto bem...aff...se nao gostou nao comento mais...

Rafael Cunha disse...

Adorei o comentário. =)

Achei que fosse minha prima Bárbara.

Haaaaa.... Continue comentando. =)
Obrigado.

Bjo Rafa

Musa dos seu olhos disse...

Temos opções nas nossas escolhas, mas nem sempre sabemos se é certo ou não.
Continuo a estrada só assim saberei o que me encontra em meio caminho, pois o fim não existe.
Mas sempre podemos recomeçar....