domingo, 9 de agosto de 2009

Volta

Hoje, renasci sob a lua cheia de pastos.

Me engasguei com o suco do seu corpo,
para depois soluçar alegria em estar entre seus braços.
Sugar sua alma com chocolate.
Olhar seus olhos no meu respiro.
Agarrar seu dedo, como esmola para um faminto de amor.

- Se me fizeste surgir como uma folha, uma alga, uma poeira, seria injusto. Mas descobri-la entre tantas outras, é querer me fazer amar por mais mil vidas.

Rafael Cunha

Um comentário:

bruna disse...

Mas descobri-la entre tantas outras, é querer me fazer amar por mais mil vidas.

Liiiiiiiiiindo isso.