domingo, 5 de agosto de 2012

Reflexo

Numa roda de samba dancei,
com seu reflexo sorri.
Dançamos juntos com as cochas entrelaçadas,
para depois às colchas chegar.

Das cuícas gritavam nossos desejos,
dos pandeiros os chacoalhos dos nossos beijos,
do violão o baixo, ao marcar o compasso da solidão, sem você.


Rafael Cunha


Nenhum comentário: