sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Gisele II

Hoje sonhei com Gisele.
Sonhava um baile, onde dançavam os sorrisos.
Ela com uma amiga, e junto a elas, filhas de ambas.
Brinquei com a criança sem saber quem sua mãe era.

Quando me vi, estava sendo molhado com os gritos daquela mãe.
A mais linda, me esgotava com suas palavras.
Vieram as lágrimas.

Seu marido chegou, e com ele uma arma.

- Não me mate, pois se eu morrer, morrerá todo o amor que sua esposa jamais terá.

Rafael Cunha

Nenhum comentário: